Parlamento catalão ratifica legitimidade de Puigdemont

parlamento-catalunha.jpg

INTERNACIONAL | A sessão do parlamento da Catalunha discutiu o bloqueio ao processo de investidura. Após a sessão, Carles Puigdemont renunciou à sua candidatura e indicou Jordi Sànchez como o candidato do seu partido.

Mais de dois meses após as eleições que voltaram a dar maioria aos partidos pró-independência,  o parlamento da Catalunha continua sem poder eleger o presidente do governo. O candidato do bloco maioritário continua a ser Carles Puigdemont, mas os entraves do Tribunal Constitucional, que só aceita uma investidura presencial e com garantias de um juiz, dificulta a tarefa ao líder dos Junts per Catalunya exilado em Bruxelas.

Esta quinta-feira os deputados discutiram o bloqueio institucional e aprovaram algumas resoluções no sentido de denunciar “a deriva autoritária do Estado espanhol” e as pressões do governo aos juízes, bem como ratificar a confiança em Carles Puigdemont como presidente da Generalitat.

A proposta do partido de Puigdemont contou com o apoio dos grupos parlamentares da Esquerda Republicana (ERC) e dos anticapitalistas da CUP, que recuaram nas propostas de mencionar explicitamente na resolução uma ratificação da declaração de independência feita a 27 de outubro, evitando assim mais problemas legais para os deputados que já se encontram presos ou em liberdade sob fiança.

Mais informação no Esquerda.net

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s